. Como funciona e commerce: 12 descobertas sobre Criação de Loja Virtual

Como funciona e commerce: 12 descobertas sobre Criação de Loja Virtual

Como funciona e commerce: 12 descobertas sobre Criação de Loja Virtual

Lista dos Conteúdos deste Artigo

– Introdução ao E-commerce

O comércio eletrônico, também conhecido como e-commerce [EC], é uma das principais inovações tecnológicas dos últimos anos.

Se você quer descobrir o que é e-commerce saiba: ele permite que as pessoas comprem e vendam produtos ou serviços online através de um site na internet.

Apesar de ser uma atividade relativamente nova, o e-commerce já é muito popular. De acordo com um estudo realizado pelo Google, em 2015, o Brasil já era o terceiro país do mundo em número de compras online, ficando atrás somente dos Estados Unidos e da China.

O crescimento do e-commerce no Brasil se deve a diversos fatores, como:

  • a facilidade de comprar online
  • a variedade de produtos disponíveis
  • a possibilidade de encontrar preços mais baixos que os praticados nas lojas físicas.

Neste artigo vamos abordar os principais conceitos do e-commerce, mostrar como funciona e commerce, a compra online e apresentar algumas dicas para quem quer montar um negócio na internet.

Descubra aqui quanto custa um site simples.

1 – O que é E-commerce?

Como lucrar com sua loja virtual

A principal vantagem do comércio eletrônico é a facilidade de acesso aos produtos e serviços. Os consumidores podem comprar o que quiserem a qualquer hora e em qualquer lugar, basta ter acesso à internet. Além disso, as lojas virtuais oferecem uma maior variedade de produtos que as lojas físicas.

O comércio eletrônico, também conhecido como e-commerce, consiste na compra e venda de produtos ou serviços através da internet.

O primeiro exemplo documentado de uma ação comercial pela internet ocorreu em 1994, quando a Netscape, empresa que criou o primeiro navegador web, vendeu um software para criptografia por US$ 1 milhão.

Desde então, o comércio eletrônico tornou-se uma das principais formas de negócios na internet. Em 2019, o comércio eletrônico representou 15% do total do comércio global.

No Brasil, de acordo com a Ebit|Nielsen, houve um crescimento de 18% nas vendas online no ano passado em relação a 2018. Em 2020, esse número deve saltar para 24%.

https://www.lajet.digital/quanto-custa-um-site/

2 – Qual é a principal finalidade do e-commerce?

– Por que criar uma loja virtual: as vantagens de uma loja virtual

A principal finalidade do e-commerce é facilitar o comércio, permitindo que as empresas vendam seus produtos e serviços online de forma rápida e conveniente. Isso permite que os consumidores comprem seus produtos favoritos sem precisar sair de casa, o que torna a experiência de compra mais agradável. Além disso, o e-commerce também oferece uma maior variedade de produtos, pois as lojas virtuais não estão sujeitas às limitações físicas das lojas tradicionais.

3 – Quais as principais vantagens do e-commerce?

Esta é a principal característica de como funciona e commerce no celular: oferecendo uma experiência de navegação otimizada para cada usuário.

Loja virtual integrada aos Correios

Quando seu e-commerce está integrado aos Correios, seus clientes tem a comodidade de comprar produtos e serviços com entrega pelos Correios, recebê-los em suas casas e acompanhar o processo de entrega através do rastreamento. Além disso, a loja virtual conta com uma equipe de atendimento disponível para esclarecer dúvidas e auxiliar no processo de compra.

Loja Responsiva no Celular

Uma loja responsiva se adapta automaticamente ao tamanho da tela do dispositivo em que está sendo visualizado.

Isso significa que, independentemente do dispositivo que seus visitantes estejam usando, eles terão acesso a todas as informações e funcionalidades do seu site, de forma clara e intuitiva.

Isso vai aumentar as vendas da sua loja virtual, pois quanto melhor a experiência do usuário, mais ele fica satisfeito e tende a completar melhor as tarefas no site, ou seja: realizar a compra.

Integração com Meios de Pagamento

Um e-commerce integrado com meios de pagamentos facilita o pagamento dos clientes. Por isso, você deve oferecer uma loja integrada com os principais meios de pagamento.

Você pode escolher o que melhor se adequa às suas necessidades e preferências.

Além disso, sua loja virtual deve oferecer parcelamento. Assim, seus visitantes podem comprar o que precisam sem se preocupar com o pagamento.

Aproveite!

Uso do Chat Online

Uma ferramenta importante para o e-commerce é o Chat Online, que permite que o cliente tire suas dúvidas em tempo real, além de ser uma ótima ferramenta de marketing, já que o cliente pode ser impactado positivamente com a marca.

Comprar pelo celular ou pelo computador ficou muito mais fácil e prático, e os consumidores estão cada vez mais exigentes.

Por isso, é importante que sua loja esteja preparada para responder as dúvidas dos clientes.

Ofereça uma boa experiência de compra, com produtos de qualidade e um bom atendimento no chat online.

Rígido Controle De Estoque

Com um Controle de Estoque bem organizado, você pode ter acesso rápido e fácil a todas as informações sobre os produtos que estão sendo armazenados.

Isso torna mais fácil para você gerenciar o estoque e tomar decisões sobre quais produtos devem ser encomendados e quais devem ser descartados.

Além disso, um Controle de Estoque permite que você identifique rapidamente quaisquer problemas no sistema de armazenamento ou no processo de distribuição, o que evita prejuízos futuros.

Criação De Cupons De Desconto

A criação de cupons de desconto é uma ótima maneira de gerar vendas em seu e-commerce. Eles incentivam os clientes a comprar mais, já que sabem que estão economizando dinheiro. Além disso, também ajudam a fidelizar os clientes, já que eles tendem a usar mais os cupons daquelas lojas em que conseguiram um bom desconto.

Quanto custa um site simples?

Muitos empresários me perguntam quanto custa um site simples.
Descubra clicando no botão abaixo!
👇🏻

4 – Como funciona e commerce ligado a um Market Place

O primeiro passo é escolher o marketplace que melhor se adequa às suas necessidades.

Depois, é preciso integrar a plataforma do marketplace com a sua loja virtual.

Você pode usar uma plataforma de comércio eletrônico como o Shopify, que possui integrações prontas para vários marketplaces. Ou você pode desenvolver sua própria integração usando APIs.

Você deve estar atento desempenho da sua loja para continuar atraindo clientes.

Seja qual for o método escolhido, é importante lembrar que os marketplaces são uma ótima maneira de aumentar as vendas do seu e-commerce.

– O que é Market Place

Market Place é um site onde as pessoas podem comprar e vender produtos e serviços. Ele funciona como uma plataforma onde os vendedores podem oferecer seus produtos para um grande número de potenciais compradores. Como o Market Place ganha dinheiro?

O Market Place ganha dinheiro ao permitir que os vendedores usem a plataforma para anunciar e vender seus produtos. Ele também cobra uma taxa pelo uso da plataforma, o que significa que os vendedores pagam uma pequena porcentagem do valor total de suas vendas para o site.

5 – Como criar uma loja virtual?

– Passo 1: Escolher um modelo de negócio

Existem diferentes tipos de modelos de negócios para escolher quando se trata de criar uma loja virtual.

O primeiro passo é, portanto, decidir qual o melhor tipo de loja para o seu produto ou serviço.

Você pode optar por uma loja de nicho, que vende produtos específicos para um determinado público-alvo, ou uma loja generalista, que oferece uma variedade de produtos.

Uma vez que você tenha escolhido o modelo certo para a sua marca, será mais fácil desenvolver um plano e criar a sua loja online.

– Passo 2: Definir o público alvo e o mercado;

Depois de escolher o produto que você vai vender, é hora de definir para quem você vai vendê-lo. Isso significa determinar qual é o seu público alvo e qual é o seu mercado.

O seu público alvo são as pessoas que serão mais interessadas no produto que você está vendendo. Para defini-lo, considere as características das pessoas que mais comprariam o seu produto, como idade, sexo, localização, nível de renda, etc.

O seu mercado é o conjunto de todos os potenciais compradores do seu produto. Ele pode ser dividido em segmentos, cada um com características específicas. Por exemplo, um mercado para roupa infantil poderia ser dividido em bebês, crianças e adolescentes.

Determinar o seu público alvo e o seu mercado é importante porque isso vai ajudar você a escolher a melhor forma de anunciar e vender o seu produto. Além disso, saber a quem você quer vender também te ajudará a melhorar a experiência do usuário na sua loja virtual, desde o momento em que ele entra até finalizar a compra.

– Passo 3: Procurar por fornecedores;

É importante pesquisar e analisar cuidadosamente os fornecedores para que você possa escolher aquele que melhor atenda às suas necessidades.

Alguns critérios que devem ser considerados ao escolher um fornecedor são:

  • qualidade dos produtos
  • preços, prazos de entrega
  • condições de pagamento
  • atendimento ao cliente.

Com base nessas informações, você poderá tomar a melhor decisão para o seu negócio.

– Passo 4: Escolher a plataforma para a loja online;

Agora que você já tem um produto ou serviço para vender, chegou a hora de escolher uma plataforma para sua loja online. Este é um passo importante, pois a plataforma precisa atender às suas necessidades específicas e oferecer todas as ferramentas necessárias para que sua loja funcione da melhor forma possível.

Existem muitas opções no mercado, mas fizemos uma lista com os 4 principais critérios que você deve considerar na hora de escolher:

1. Preço: é importante analisar o custo-benefício da plataforma, para garantir que ela seja adequada para o seu orçamento;

2. Facilidade de uso: a plataforma precisa ser intuitiva e fácil de usar, para que você possa administrá-la sem problemas;

3. Recursos: verifique se a plataforma oferece todos os recursos necessários para o funcionamento da sua loja, como meios de pagamento, sistema de envio e outras ferramentas;

4. Suporte: é importante ter um bom suporte técnico da plataforma, caso surjam problemas durante o funcionamento da loja.

– Passo 5: Registar um domínio e hospedar a loja online;

Agora é hora de registar um domínio e hospedar a loja online.

Para isso, você precisará escolher um provedor de serviços web e selecionar o plano que melhor atenda às suas necessidades. Após criar a conta, você receberá instruções para configurar o seu domínio e hospedar a loja na internet.

Caso tenha escolhido uma plataforma pronta, você não precisará contratar uma hospedagem.

– Passo 6: Criar o design da loja online;

O sexto e último passo para criar sua loja virtual é o design. É importante que o design da sua loja online seja atrativo, organizado e fácil de navegar, para que os clientes possam encontrar o que estão procurando com facilidade.

Além disso, ele também deve ser compatível com todos os dispositivos móveis, para que as pessoas possam acessar sua loja a partir de qualquer lugar.

Felizmente, existem várias ferramentas que podem te ajudar nessa tarefa, basta escolher aquela que melhor se adapta às suas necessidades.

Ou você pode usar templates prontos.

Outra opção é contratar um designer profissional para fazer o layout da sua loja virtual.

No entanto, se você quiser economizar algum dinheiro, pode tentar fazer o design da sua loja por conta própria. Independentemente da opção escolhida, é importante que o design da sua loja online seja clean e organizado para que os visitantes possam encontrar facilmente o produto que estão procurando.

– Passo 7: Cadastrar os produtos na loja online;

Para cadastrar os produtos na sua loja online, você precisará das imagens dos produtos, bem como descrições e detalhes sobre eles.

É importante que você forneça todas as informações necessárias para que seus clientes possam tomar uma decisão de compra informada. Além disso, certifique-se de que as imagens sejam de alta qualidade e representem fielmente os produtos.

– Passo 8: Configurar pagamentos e entregas

como funciona e commerce
como funciona e-commerce e como configurar pagamentos e entregas

Uma vez que você já tem o seu site pronto e os produtos cadastrados, é hora de configurar as formas de pagamento e entrega.

Isso pode variar de acordo com o tipo de produto que você está vendendo. Por exemplo, se você estiver vendendo produtos físicos, poderá oferecer diferentes opções de pagamento, como:

  • cartão de crédito
  • boleto bancário
  • transferência bancária
  • PIX

Já para produtos digitais, uma boa opção é utilizar um gateway de pagamento, como:

  • Pagseguro
  • Paypal

Quanto às entregas, você também precisará definir como serão feitas. Se forem produtos físicos, é importante contratar uma empresa de transporte para fazer as entregas. Já para produtos digitais, basta disponibilizar o download do arquivo após a confirmação do pagamento.

Com essas configurações finalizadas, sua loja virtual estará pronta para funcionar!

É importante que você ofereça aos seus clientes várias opções de pagamento, pois isso aumenta suas chances de venda.

6 – Quais os tipos de e-commerce?

E-commerce B2B (Business to Business)

É um modelo de negócio em que empresas vendem para outras empresas.

Esse tipo de comércio envolve a venda de produtos e serviços entre duas ou mais empresas, utilizando canais digitais para realizar as transações. Diferentemente do e-commerce B2C (Business to Consumer), no qual os consumidores finais são os destinatários das compras, o B2B se concentra nas relações comerciais entre as organizações.

E-commerce B2C (Business to Consumer)

É o tipo de loja virtual mais comum, pois é aquele em que as empresas vendem seus produtos diretamente ao consumidor final.

Essa modalidade de negócio tem crescido muito nos últimos anos, devido às facilidades que ela oferece tanto para as empresas quanto para os consumidores.

Comprar pelo e-commerce B2C é prático, rápido e seguro, além de poder ser feito de qualquer lugar do mundo.

E-commerce B2G (Business to Government)

É menos conhecido, mas existe. É o modelo em que empresas entram em concorrências para vender artigos para o governo, seja ele municipal, estadual ou federal.

Geralmente são produtos específicos que atendam às demandas do órgão, como materiais de construção, equipamentos eletrônicos etc.

O processo é bastante burocrático e as empresas precisam cumprir diversas exigências para participar das licitações. No entanto, quando conseguem vender para o governo, os lucros podem ser muito altos.

E-commerce C2C (Consumidor para Consumidor)

O comércio entre consumidores (C2C) foi popularizado por meio de plataformas como o OLX e o Enjoei, sendo que não são empresas as responsáveis por realizarem a venda de produtos a outros indivíduos, mas sim os consumidores por eles próprios.

E-commerce D2C (Direct to Consumer)

Com a D2C (Direct to Consumer), empresas do ramo industrial podem vender alguns de seus produtos no varejo, diretamente ao consumidor final, pelo chamado “preço de fábrica”.

Isso torna os produtos mais acessíveis para o público e também permite que as empresas economizem nos custos de marketing e distribuição.

M-commerce (Mobile-Commerce)

O M-commerce (Mobile-commerce) é o nome dado à prática de compras em dispositivos móveis como smartphones e tablets, devido à crescente conexão de usuários nesses meios e seu papel significativo dentro do e-commerce.

Social Commerce

O Social Commerce é um tipo de comércio digital que se realiza através das plataformas sociais.

Com o Social Commerce, as plataformas sociais se transformam em verdadeiras lojas virtuais, onde é possível realizar compras e vendas de produtos e serviços. Esse modelo de comércio tem se mostrado muito eficiente, já que as pessoas estão cada vez mais presentes nas redes sociais. Além disso, o Social Commerce também facilita a interação entre marcas e consumidores, gerando uma relação mais próxima e humanizada.


7 – Quais as principais áreas do e-commerce?

Bom, para ajudar a responder a essa pergunta, nós mostramos neste artigo 2 áreas que devem se beneficiar desse mercado nos próximos tempos, segundo dados da Câmara Brasileira da Economia Digital. Confira!

Área 1: Marketing digital

O marketing digital também está em alta no Brasil. Segundo a ABEVD (Associação Brasileira de Empresas de Vendas Diretas), o setor teve um crescimento de 9% em 2018, faturando R$ 24 bilhões. O marketing digital é uma área cada vez mais importante para as empresas, pois permite o alcance de um público cada vez maior através das redes sociais e outras plataformas online.

Área 2: Pagamentos online

Os pagamentos online também são uma área que está em franca expansão no Brasil. De acordo com o BC (Banco Central do Brasil), o volume de ******ções realizadas via internet no país cresceu 34% em 2018, chegando a R$ 1,2 trilhão. Isso demonstra que cada vez mais pessoas estão confiando nas ******ções online e utilizando essa modalidade para fazer compras pela internet.

Integração

No universo do e-commerce, os compradores têm múltiplas opções de plataformas. Contudo, esta extensão de possibilidades acarreta um desafio quanto à organização dos dados, que acabam se dispersando e podem dificultar a gestão dos produtos oferecidos ou não para venda.

Uma pequena análise nos mostra quão catastrófico pode ser o cenário de integração de informações no e-commerce. Pode ocorrer, por exemplo, que o mesmo produto seja vendido a dois clientes diferentes devido à falta de integração dos dados da empresa.

Logística

Para que serve um site
Um site para o seu negócio! Introdução: Você é um empresário ocupado. Você tem muito trabalho e não te

No mundo do e-commerce, é imprescindível que o produto alcance o cliente. Para alcançar esse objetivo, a equipe de logística desempenha um papel decisivo.

Nos próximos anos, a infraestrutura logística, interna e externa às empresas, deve ser melhorada, trazendo velocidade e segurança à experiência de compras on-line.

Previsões de evolução na logística brasileira.

  • Investimentos governamentais e privados
  • Novos sistemas
  • Empresas especializadas
  • Modernização nos meios de transporte

Marketing digital

Promover o seu e-commerce é fundamental para estabelecer a presença on-line e impactar o seu público. Portanto, é imprescindível que as empresas desse mercado contem com uma equipe especializada em Marketing Digital.

No e-commerce, o marketing digital requer que os profissionais sejam proficientes em todos os canais de compra e consumo para tornar a experiência dos clientes única e os produtos atraentes.

No comércio eletrônico, as empresas necessitam:

  • se destacar nas redes sociais
  • aparecer nos mecanismos de busca
  • ser acessível por qualquer tipo de dispositivo

O desafio que se avizinha é complexo e demandará muita dedicação nos próximos anos.

8 – Quais são as vantagens de se ter um e-commerce?

O E-commerce é o melhor caminho para impulsionar suas vendas no mundo digital. Ele oferece um conjunto de recursos que você pode usar para gerar lucro avançando em direção à modernização e otimização de seus processos. Se você está considerando a criação de uma loja virtual, estes são alguns dos benefícios que você pode desfrutar:

1. Alcançar um maior número de público: Ao vender sua mercadoria online, você expande a sua base de clientes e alcança aqueles que não estão nos limites geográficos do seu negócio.

2. Automatização dos processos: Uma loja virtual facilita a gestão dos pedidos e pagamentos e simplifica o processamento das informações, a entrega das mercadorias e a comunicação com os clientes.

3. Preços competitivos: Com o E-commerce, você pode oferecer preços mais competitivos e vantagens diferenciadas em relação à concorrência, o que o tornará um dos principais destinos para seus clientes.

4. Personalização: Você pode aumentar a sua taxa de conversão e obter maiores lucros ao oferecer promoções personalizadas e serviços exclusivos para seus clientes.

Além disso, você terá acesso a informações estratégicas sobre as preferências de seus clientes, como as páginas mais visitadas, os produtos mais comprados e os processos que podem ser otimizados. Com o uso do E-commerce, você otimizará a experiência de compra de seus clientes e ganhará mais visibilidade no ambiente digital. Ao criar uma loja virtual, você estará tomando o primeiro passo para o crescimento e o sucesso do seu negócio.


9 – Quais são os indicadores do e-commerce?

como funciona e commerce e quais são os indicadores do e-commerce

O e-commerce está em constante crescimento e evolução. Isso significa que, a cada dia, novos indicadores surgem para medir o sucesso desse tipo de negócio.

Alguns dos principais indicadores do e-commerce são:

  • Taxa de conversão
  • Ticket médio
  • Número de visitas
  • Tempo médio na página
  • Ttaxa de rejeição

Esses dados são importantes para analisar o desempenho do seu site e saber onde é preciso melhorar.

10 – Qual o impacto do e-commerce?

O e-commerce está impactando positivamente a economia global.

Segundo estimativas, o comércio eletrônico deverá gerar mais de US$ 4 trilhões em vendas até 2021. Isso representa um crescimento significativo em relação aos US$ 1,3 trilhões registrados em 2014.

O e-commerce também está impulsionando o crescimento das pequenas e médias empresas, que hoje representam quase 90% do total de lojas online no mundo.

Veja abaixo 5 pontos que destacamos sobre o que é e-commerce e seus impactos no mercado.

  1. Facilidade para começar
    1. O comércio eletrônico deu a qualquer pessoa a possibilidade de iniciar um novo negócio a partir do zero. Esta facilidade permite que as pessoas vendam os seus produtos a nível global. O mercado digital veio com oportunidades surpreendentes, o que tem sido benéfico para os empreendedores de pequena escala.
  2. Preços mais acessíveis
    1. Devido à variedade de produtos e ao acesso fácil ao comércio eletrônico, o mercado possui concorrência acirrada, o que resulta em melhores produtos a custos mais baixos. Além disso, as ofertas são sempre atraentes.
  3. O comprometimento das marcas aumentou
    1. Ao observar esse mercado de perto, nota-se que as empresas estão se esforçando além do esperado para adotar uma postura em relação aos meios de comunicação. Elas criaram estruturas de marketing que geram serviços com grande significado para os consumidores.
  4. Experiência personalizada de compra
    1. A evolução da tecnologia móvel tornou possível que os usuários personalizem sua experiência de compra de acordo com suas preferências. Agora, as pessoas podem desfrutar de produtos e serviços de maneira individualizada e ao seu gosto.
  5. A variedade de produtos aumentou
    1. No e-commerce, a oferta de produtos se ampliou, propiciando aos consumidores diversas opções para diversos nichos de mercado. Isso gerou uma significativa mudança no modelo de negócios e no comportamento de compra.

11 – Quais as melhores estratégias de marketing para e-commerce

As principais estratégias de marketing para e-commerce envolvem

  • criar uma boa presença na web
  • investir em redes sociais
  • usar anúncios pagos
  • oferecer uma ótima experiência de usuário

Para começar, é importante criar um site bem projetado que esteja otimizado para mecanismos de busca, como o Google. Além disso, é necessário criar um conteúdo de qualidade para ajudar os usuários e criar bons links entre as páginas internas. Por fim, é preciso investir em redes sociais e oferecer anúncios pagos na web, para alcançar um maior público. Uma boa presença na web é essencial para a criação de lojas virtuais. O site deve ser responsivo, fácil de navegar e conter informações úteis para os usuários. É importante também, oferecer um atendimento de qualidade, como o chat ou o e-mail, para responder às dúvidas dos usuários. Além disso, é importante que a loja virtual esteja devidamente segura e protegida para garantir sua segurança.

12 – E-commerce Brasil: Alcance e desafios

– As principais tendências para o e-commerce brasileiro em 2023

Até 2025, as previsões indicam que o mercado global de comércio eletrônico deverá crescer mais de 55,3%, com uma capitalização de aproximadamente US$ 8 trilhões, conforme demonstrado no relatório The Global Payments Report 2022, da FIS. Já no que diz respeito ao e-commerce brasileiro, o aumento deverá alcançar a marca de 95%, somando US$ 79 bilhões.

O Brasil, a maior economia da América Latina, tem testemunhado um grande impulso no e-commerce, com 16% de crescimento em 2021 em comparação ao ano anterior.

Com cartões de crédito sendo usados principalmente para pagamentos, eles representaram 44,7% do total gasto em comércio eletrônico em 2021. Outras formas de pagamento incluídas foram transferências bancárias, cartões de débito, carteiras digitais e boleto bancário, cada uma contribuindo com mais de 10% dos gastos.

A partir de 2018, a porcentagem de pagamentos feitos em espécie nos PDVs diminuiu drasticamente, representando menos de um terço do total em 2021. Estimativas indicam que este índice continuará a declinar, reduzindo-se a menos de 25% até 2024.

PIX no e-commerce

O Pix, implementado no Brasil há mais ou menos um ano, tem crescido cada vez mais, tornando-se um meio de pagamento instantâneo e em tempo real. Possuindo cerca de 110 milhões de usuários, o método facilita o processo de pagamentos, tanto de pessoa para pessoa quanto dos consumidores para os comerciantes, com a utilização de transferências bancárias.

Os especialistas prevêem que as transferências financeiras no Brasil vão aumentar acentuadamente ao longo dos próximos cinco anos, de 10,9% até quase 18%.

– Integração entre físico e digital

O mundo do e-commerce está cada vez mais diverso com a integração entre o mundo digital e o mundo físico tornando-se cada vez mais importante.

Se você está planejando criar uma loja virtual, há descobertas importantes sobre o e-commerce que você precisa saber.

A integração entre o mundo físico e o digital é uma das principais, pois isso ajuda a ampliar o alcance de sua loja virtual.

Os consumidores querem o melhor dos dois mundos: conveniência e experiência. Portanto, é importante que sua loja seja projetada de forma que possibilite essa integração entre os dois mundos.

– Investimento em logística

Investir em uma estratégia de logística eficiente e digital é uma parte crucial de qualquer criação de loja virtual de sucesso.

Para ter sucesso no e-commerce, é importante entender como a logística pode afetar a jornada do usuário ao longo do processo de compra. Seja oferecendo as opções de entrega mais preferíveis ao seu nicho de mercado, ou aprimorando as opções de segurança para ajudar a gerar confiança nos potenciais clientes, há sempre muito a considerar quando se trata de investir na logística.

– Uso das redes sociais

O E-commerce é uma ótima forma de impulsionar seus negócios. Com o uso de plataformas de comércio eletrônico, empresas de todos os tamanhos podem promover seus produtos e serviços a um público global sem limites geográficos. No entanto, para alcançar o máximo desempenho, é necessário criar estratégias de marketing para a loja virtual. O uso de redes sociais para promover seus produtos pode fornecer um tráfego significativo de novos clientes e, como resultado, melhorar a exposição da marca.

No entanto, à medida que as marcas começam a usar as redes sociais para criar consciência de marca, novos desafios ainda precisam ser superados. Por exemplo, a criação de imagens atraentes, a análise de desempenho e o marketing de conteúdo de qualidade são alguns dos aspectos que precisam ser considerados ao usar as redes sociais para promover sua loja virtual. Ao entender melhor o que é E-commerce, as empresas podem desenvolver táticas de marketing eficazes para alavancar os lucros das vendas on-line.

Como funciona e commerce: Conclusão

Esperamos que, após ter lido nosso post, você tenha ficado com uma ideia melhor sobre o que é e-commerce e como ele funciona. Agora é hora de colocar a mão na massa e começar a construir a sua loja virtual! Para isso, não deixe de entrar em contato conosco para solicitar um orçamento gratuito. Somos especialistas em criação de lojas virtuais lucrativas e estamos prontos para ajudá-lo a alcançar o sucesso online.

Referências

erwinnoz
RT @HayFarhana11: Why are people doing E-commerce? Here’s some game-changing reasons and skyrocket benefits you must need to know… A th…

Bazaarvoice
The modern-day e-commerce manager knows how to drive sales, optimize strategy, and increase conversion – as well as… https://t.co/cZw1M1J4Nf

How To Start an Ecommerce Business in 2023 (Practical Guide)
21 de nov. de 2022 Ecommerce business is a business model where the buying and selling of goods or services is done over the internet. Ecommerce business’s …

What is E-Commerce? Definition and Meaning
Ecommerce (electronic commerce) is the buying and selling of goods and services, or the transmitting of funds or data, over an electronic network, …

Compartilhe este artigo com quem você gosta

Facebook
Twitter
LinkedIn
Pinterest
Tumblr
Telegram
WhatsApp
Email

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

pt_BRPortuguese